APAC

A APAC – Associação de Pais e Amigos de Crianças é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, reconhecida de Utilidade Pública, constituída em 24 de Maio de 1995. Tem como principal objetivo promover ações de reabilitação, orientação, integração e apoio a crianças e jovens com paralisia cerebral, deficiências neuromotoras, com problemas de desenvolvimento e/ou em situação de risco, integrando atividades de orientação e apoio psicossocial, médico-funcional e terapêutico. Os valores que norteiam a atuação da APAC são: Inclusão; Cidadania; Ética; Inovação; Compromisso; Excelência e Transparência.

 

Missão:

Missão da APAC é apoiar, capacitar e (re)habilitar as crianças, jovens e famílias com vulnerabilidades, sejam no âmbito da deficiência, problemas de desenvolvimento ou em risco de exclusão social, disponibilizando serviços especializados que respondem às reais necessidades, numa perspetiva de intervenção transversal.

 

Visão:

Nos domínios da sua ação, na Visão da APAC pretende-se continuar a ser uma referência na comunidade, reconhecida pelos serviços de qualidade que oferece. A sua intervenção baseia-se num trabalho multidisciplinar de equipas qualificadas e competentes que promovem e garantem as melhores práticas nas áreas psicossocial, médico-funcional e terapêutica a todas as pessoas que dela necessitem.

 

Valências:

AA- Apoio Ambulatório

O Apoio Ambulatório é uma resposta social destinada ao apoio de crianças e jovens com deficiência (desde o seu ingresso no ensino básico e até à idade limite dos 18 anos), suas famílias e técnicos da comunidade, desenvolvendo atividades de avaliação, orientação e intervenção terapêutica e socioeducativa, promovidas por uma equipa multidisciplinar. O Apoio Ambulatório foi a primeira valência a ser implementada, no início de 1996 e veio colmatar uma carência do concelho nesta área.

Centro Especializado ‘’Dr. Sebastião Matos’’ – Entidade Prescritora

Em Agosto de 1999, a APAC é credenciada, em Diário da República, como Centro Especializado de Reabilitação – Centro Prescritor de Ajudas Técnicas. (Diário da República nº178 de 2 de Agosto de 1999 – Despacho nº14725/99).

Efetua avaliações e prescrições de produtos de apoio para posicionamento, mobilidade, higiene, comunicação, autonomia e atividades de vida diária.

ATP/ IPI- Apoio Técnico Precoce/ Intervenção Precoce na Infância

Em Janeiro de 1998 inicia a valência de Apoio Técnico Precoce, destinada a intervir em crianças da faixa etária dos 0 aos 6 anos, portadoras de deficiência ou em risco de atraso no desenvolvimento, risco social e ambiental.

Em 21 de Maio de 2011, a APAC assina um Protocolo com o Ministério da Educação, da Saúde e da Segurança Social para a implementação do SNIPI (Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância), tendo sido constituída a Equipa Local de Intervenção ELI 7 – que está a ser operacionalizada pela APAC em conjunto com o Centro de Saúde de Barcelos e Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes (de referência para a Intervenção Precoce).

CAT- Centro de Acolhimento Temporário

O Centro de Acolhimento Temporário foi criado em Setembro de 1999 e tem como missão o acolhimento imediato e absolutamente transitório de crianças em situações de urgência decorrentes de abandono, maus tratos, negligência, ou outros fatores.

 

PROTOCOLO RSI- Atendimento e Acompanhamento aos beneficiário de Rendimento Social de Inserção

A APAC iniciou esta nova valência em Março de 2005, destinada a 60 famílias da freguesia de Arcozelo. Em Setembro de 2007 surge um novo protocolo com alargamento da área de intervenção e alteração na equipa multidisciplinar, ficando abrangidas as freguesias de Barcelos e Arcozelo, num total de 100 famílias / agregados familiares. Esta nova equipa visa uma maior aproximação das famílias com Rendimento Social de Inserção de forma a fomentar uma melhoria na qualidade de vida, e promover o desenvolvimento das competências ao nível da gestão doméstica destes beneficiários.

 

CAO – Centro de Atividades Ocupacionais

Em Julho de 2006, a APAC cria uma nova valência que visa proporcionar à Pessoa com deficiência mental grave e/ou multideficiência, a partir do 16 anos de idade, oriundos do concelho de Barcelos, a realização de atividades socialmente úteis, sem vinculação às exigências de rendimento profissional, tendentes, fundamentalmente, a assegurar condições de equilíbrio físico, psicológico e social.

 

SIM- Serviço de Intervenção Multidisciplinar

O Serviço de Intervenção Multidisciplinar nasceu em abril de 2012 e é destinado ao apoio e intervenção de pessoas com doenças neurológicas congénitas ou adquiridas, problemas de linguagem, comunicação e fala e problemas psicológicos e/ou familiares, através do desenvolvimento de atividades de avaliação, orientação e intervenção, promovidas por uma equipa multidisciplinar.

É destinado a pessoas maiores de 18 anos sem restrição geográfica, a crianças dos 0 aos 6 anos de qualquer área de residência e a qualquer pessoa independentemente da faixa etária, desde que fora da área de residência dos concelhos de Barcelos e Esposende, que necessite e pretenda usufruir de intervenção deste serviço.

 

Site institucional: http://apacbarcelos.webnode.pt/

Regulamentos | Ação Social

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo  do Município de Barcelos

Com o presente regulamento, o Município de Barcelos estabelece as regras de atribuição de bolsas de estudo a estudantes do concelho, mais desfavorecidos economicamente, com o objetivo de reduzir as dificuldades socioeconómicas e contribuir para o desenvolvimento educacional e a elevação cultural do concelho de Barcelos. Encontra-se publicado no Diário da República, 2ª série, º 163, de 21 de Agosto de 2015, pág. 24014 e seguintes. A alteração agora introduzida no Anexo I do regulamento, e que dá origem à atual versão de 2017, foi publicada no Diário da República, 2ª série, nº 158, de 17 de Agosto de 2017, pág. 17839.

Lista de Ficheiros

Ficheiro Descrição Tamanho
pdf Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo do Município de Barcelos versão 2017.1
79 KB

Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional do Município de Barcelos

Com o presente regulamento , o Município de Barcelos define as regras e os procedimentos a observar no apoio ao arrendamento habitacional do Município de Barcelos, visando apoiar as famílias na satisfação das suas necessidades habitacionais. Encontra-se publicado no Diário da República, 2ª série, nº 54, de 17 de Março de 2016, pág. 9525 e seguintes. A alteração agora introduzida na redação da epígrafe e do nº 1 do artigo 6º, e que deu origem à atual versão de 2017, foi publicada no Diário da República, 2º série, nº 158, de 17 de Agosto de 2017, pág. 17838.

Lista de Ficheiros

Ficheiro Descrição Tamanho
pdf Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional do Município de Barcelos Versão 2017.1
91 KB

Regulamento Municipal de Apoio à Habitação Social do Município de Barcelos

Com o presente regulamento, o Município de Barcelos estabelece um conjunto de regras e de procedimentos de apoio às famílias na satisfação das suas necessidades habitacionais. Encontra-se publicado no Diário da República, 2ª série, nº 104, de 31 de Maio de 2016, pág. 17065 e seguintes. A alteração agora introduzida à redação da alínea i) do artigo 8º, que dá origem à atual versão de 2017, foi publicada no Diário da República, 2ª série, nº 158, de 17 de Agosto de 2017, pág. 17839.

Lista de Ficheiros

Ficheiro Descrição Tamanho
pdf Regulamento do Apoio à Habitação Social do Município de Barcelos Versão 2017.1
116 KB

Regulamento Municipal de Apoio a Projetos Sociais do Município de Barcelos

Com o presente regulamento, o Município de Barcelos estabelece as regras e os procedimentos de candidatura e avaliação de projetos sociais, com vista a apoiar os munícipes e agregados familiares ao nível da saúde oral, ocular, auditiva e de imagem, mormente, dos agregados familiares mais carenciados. Encontra-se publicado no Diário da República, 2ª série, nº 252, de 28 de Dezembro de 2015, pág. 37833 e seguintes. A alteração agora introduzida na alínea d) do nº 1 do artigo 6º, que dá origem à atual versão de 2017, foi publicada no Diário da República, 2ª série, nº 158, de 17 de Agosto de 2017, pág. 17839.

Lista de Ficheiros

Ficheiro Descrição Tamanho
pdf Reg. Apoio Projectos Sociais Versão 2017.1
65 KB

Programa de Apoio à Comparticipação do Pagamento da Renda de Casa

O presente regulamento visa definir os critérios e as condições de atribuição de comparticipação do pagamento da renda de casa, a estratos socais desfavorecidos residentes no concelho de Barcelos, tendo em vista proporcionar-lhes o direito a uma habitação condigna.

Regulamento de Voluntariado

Com o presente Regulamento pretende-se defnir as linhas orientadoras para a criação de um Programa de Voluntariado no concelho de Barcelos, visando regulamentar a participação de voluntários em actividades, acções e projectos, entre outras, de natureza educativa, cultural e da acção social desenvolvidas pela Câmara Municipal de Barcelos, de modo a estimular o voluntariado e a contribuir para a formação social e cultural dos participantes.

Lista de Ficheiros

Ficheiro Descrição Tamanho
pdf Regulamento de Voluntariado 104 KB
Tamanho da Fonte