Você está aqui: Entrada Notícias Arquivo de Notícias 2017 Junho Agrupamento de Escolas do Vale do Tamel premiado pela COTEC

Agrupamento de Escolas do Vale do Tamel premiado pela COTEC

O projeto All Aboard, uma plataforma de ensino de programação e robótica desenvolvida pelo professor Carlos Sousa e pelos alunos do Agrupamento de Escolas do Vale do Tamel foi o grande vencedor do prémio engenharia, “Portugal, País de Excelência em Engenharia” promovido pela COTEC em parceria com o governo português.

 

O ensino de programação só existe nos currículos no ensino básico, num módulo da disciplina de tecnologias de informação e comunicação (TIC), no oitavo ano. No entanto, têm surgido, nos últimos anos, várias iniciativas que pretendem introduzir o ensino da programação como área curricular no primeiro ciclo.
Na maioria das escolas, as tecnologias e a programação aparecem ainda como uma atividade de tempos livres que é proporcionada pelos clubes de robótica. Contudo, surgem duas dificuldades, a formação específica de professores e o acesso à tecnologia.
A falta de recursos humanos específicos na área de tecnologias e o custo elevado de componentes ou materiais de robótica levou um grupo de alunos a construir um kit de programação de baixo custo e a desenvolverem aulas interativas (em português e inglês) para iniciação à programação e robótica.
O kit foi projetado para ser estudado passo a passo, permitindo ao professor ou aluno o conhecimento de um dado componente ou sensor. Para cada componente há uma aula ou tutorial e a resolução de um dado problema real. O kit tem sensores, atuadores, conectores, etc., que permitem a simulação de um modelo real de engenharia. Pode ser facilmente transportado, podendo ser usado na escola ou em casa. No essencial qualquer aluno pode ter o seu kit e o professor, sem formação específica, pode estimular e orientar o ensino de programação e da robótica.
O professor e investigador Carlos Sousa validou o produto num projeto de Mestrado do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave concluindo que os resultados alcançados e o feedback dos professores e alunos revelam o potencial da plataforma All Aboard no ensino da programação, sendo expectável a sua introdução como ferramenta de referência nas escolas.

O ensino de programação só existe nos currículos no ensino básico, num módulo da disciplina de tecnologias de informação e comunicação (TIC), no oitavo ano. No entanto, têm surgido, nos últimos anos, várias iniciativas que pretendem introduzir o ensino da programação como área curricular no primeiro ciclo.

Na maioria das escolas, as tecnologias e a programação aparecem ainda como uma atividade de tempos livres que é proporcionada pelos clubes de robótica. Contudo, surgem duas dificuldades, a formação específica de professores e o acesso à tecnologia.

A falta de recursos humanos específicos na área de tecnologias e o custo elevado de componentes ou materiais de robótica levou um grupo de alunos a construir um kit de programação de baixo custo e a desenvolverem aulas interativas (em português e inglês) para iniciação à programação e robótica.

O kit foi projetado para ser estudado passo a passo, permitindo ao professor ou aluno o conhecimento de um dado componente ou sensor. Para cada componente há uma aula ou tutorial e a resolução de um dado problema real. O kit tem sensores, atuadores, conectores, etc., que permitem a simulação de um modelo real de engenharia. Pode ser facilmente transportado, podendo ser usado na escola ou em casa. No essencial qualquer aluno pode ter o seu kit e o professor, sem formação específica, pode estimular e orientar o ensino de programação e da robótica.

O professor e investigador Carlos Sousa validou o produto num projeto de Mestrado do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave concluindo que os resultados alcançados e o feedback dos professores e alunos revelam o potencial da plataforma All Aboard no ensino da programação, sendo expectável a sua introdução como ferramenta de referência nas escolas.

 

classificado em: